terça-feira, 8 de novembro de 2016

Querem encontrar-me?


É fácil.
Estou ao lado 
do oprimido,
ao lado 
do que sofre,
que geme 
sobre 
uma cama,
que chora
diante
da mesa
vazia.

Aí posso ser encontrado.
Encontrar-me-ão 
vestido
com simplicidade
não importam 
as cores
o vestuário.

Basta cobrir.
Para quê mais?
Vejo pessoas
preocupadas
com grifes
em ocupações
como relações
importantes
prestígios.

Tudo sem sentido.
Olham pobres
com desdém.
e a si mesmos
como pérolas
da humanidade.

Observo 
a altivez
destes falsos
"donos"
do mundo,
e me entristeço.

A vida 
é uma 
obra 
inacabada
a ser sempre
construída
olhando
em volta,
solidária.

Ela guarda 
um segredo
escondido
de todos,
a ser
descoberto
obrigatoriamente
por cada
um.

O segredo do amor.
Se despertassem....