quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Estado de Orissa, na Índia, faz forte perseguição aos cristãos

Continua a perseguição aos cristãos pelo induísmo na Índia. Retirado do Zenit

Índia: perseguição cristã continua



Relatório revela sofrimentos dos cristãos em Orissa


quarta-feira, 31 de agosto de 2011  – Ainda em 2011, os cristãos do Estado indiano de Orissa continuam sendo perseguidos, destaca um novo relatório.


Três anos depois da série de ataques aos cristãos (agosto de 2008), que deixou 18 mil feridos, 50 mil deslocados e cerca de 120 mortos, continua a discriminação contra os cristãos em Orissa.


No texto, o advogado cristão K.J. Markosse descreve o assassinato de ministros cristãos e as dificuldades que barram a reconstrução das casas destruídas durante os ataques de 2008.


Também denuncia que o pastor batista Minoketan (conhecido como Michael) Nayak, do povoado de Midiakia-Kutipada, em Baliguda, Orissa, foi assassinado na noite de 26 de julho.


Em janeiro, outro pastor, Saula Pradhan, saiu de sua casa com dois amigos hindus e no dia seguinte foi encontrado morto.


Segundo o relatório, a polícia, nessas investigações, coloca-se ao lado do RSS (Rashtriya Swayamsevak Sangh, um partido político hindu), em favor de “eliminar os líderes cristãos”.

O advogado também descreve como no distrito de Sundargarh, também em Orissa, criam-se obstáculos para impedir a reconstrução das casas dos cristãos incendiadas e destruídas em 2008.

Minorias religiosas do Nepal defendem Estado Laico para sobreviverem

O Nepal está em processo de finalização de uma nova Constituição e tem leis rígidas contra novas religiões que prejudiquem Induísmo. Por isso as minorias cristãs e de outras religiões se colocam contra as restrições que estão na Carta Magna. Leia matéria do Zenit. A primeira impressão que se tem é que o proselitismo religioso de algumas confissões protestantes radicalizaram a perseguição do induísmo.



Nepal: minorias contra projeto de lei anticonversão



Pedem que se aplique separação constitucional entre hinduísmo e Estado


KATMANDU, quarta-feira, 31 de agosto de 2011 (ZENIT.org) – Enquanto o Nepal se dispõe a finalizar rapidamente sua nova constituição – cuja data-limite foi estabelecida para hoje, mas foi prorrogada –, as minorias religiosas se mobilizam contra um projeto de lei anticonversão que se debate no Parlamento.


Apresentado pela comissão encarregada de reformar o Código Penal nepalês, o artigo 160 prevê sancionar toda tentativa de conversão ou desvio da religião hindu “por qualquer método”, informou o boletim Eglises D'Asie em 22 de agosto.


Se aprovado, qualquer pessoa que for flagrada pregando outra religião diferente do hinduísmo ou distribuindo textos religiosos não-hindus, poderá ser condenada a pagar uma multa de 50 mil rúpias (cerca de 485 euros) e a cinco anos de prisão. A mesma sanção é contemplada para todo indivíduo que tenha abatido um bovino para utilizar ou consumir sua carne, uma prática proibida pelo hinduísmo. Se a pessoa que desobedece a lei for estrangeira, será imediatamente expulsa.


Estas medidas, sublinham algumas organizações não-governamentais – como Christian Solidarity Worldwide, protestante –, são ainda mais restritivas que as leis anticonversão em vigor atualmente em alguns estados da Índia.


Tanto para os cristãos, que se sabem especialmente no alvo destas medidas, como para os partidários de um Estado leigo no Nepal, isso supõe uma regressão de mais de meio século, antes da “abertura ao mundo exterior” de um estado monárquico em que o hinduísmo era a única religião reconhecida e autorizada.

Um dia depois da sessão parlamentar de 14 de agosto, na qual o projeto suscitou vivos debates, as minorias religiosas no Nepal anunciaram o lançamento de uma grande campanha contra o artigo 160, temendo que este não seja votado na urgência de concluir a Constituição e em razão do caos político causado pela demissão do primeiro-ministro nepalês, Jhala Nath Khanal, e sua sucessão pelo maoísta Baburam Bhattarai.


Esta operação de sensibilização foi decidida após uma reunião realizada em Katmandu na semana anterior, por iniciativa da Igreja Católica e sob a égide do Interreligious Secularism Protection Movement (IRSPM).


Reunindo responsáveis cristãos, muçulmanos, budistas e baha'i, representantes das principais comunidades religiosas aborígenes, assim como diferentes partidos políticos, esta assembleia interconfissional representa uma grande novidade no Nepal.


Os participantes lançaram um apelo ao governo, recordando-lhe que se dispõe a violar os fundamentos sobre os que se apoia a nova república nepalês e sua Constituição provisória, que proclamou em 2006 a liberdade religiosa e a laicidade do Estado.


“Esta proposição de lei vai contra a laicidade do Estado, já inscrita na Constituição provisória”, afirmou Nazrul Hussain Falahi, líder muçulmano e coordenador adjunto do IRSPM.

“Apesar de que o Nepal tenha se proclamado um país leigo, continua excluindo as minorias religiosas”, afirmou Palsang Vajra Lama, monge budista e coordenador da campanha do IRSPM. Unindo-se a outras minorias religiosas do país, denunciou o fato de que somente as instituições hindus recebem ajudas do Estado, não sendo reconhecidos como instituições religiosas os mosteiros budistas, igrejas, templos e mesquitas devido à falta de um estatuto jurídico claro.


Os líderes religiosos e políticos exortaram também o governo a fazer prevalecer, como estava previsto na Constituição, as liberdades de religião, expressão e opinião na futura Constituição nepalês, e a criar uma Comissão de Assuntos Religiosos, que contemple a representação das minorias não-hindus, faça que se reconheçam juridicamente e as proteja de toda discriminação.


Às vésperas da promulgação da Constituição nepalês, a mudança recente da situação político-religiosa veio alimentar os temores das minorias. Após a euforia que seguiu à queda da monarquia e o rápido aumento das religiões não-hindus, sob o efeito da laicização do Estado – especialmente as comunidades evangélicas e pentecostais –, a escalada do extremismo hindu, proporcional ao avanço do cristianismo, rapidamente marcou o fim da tolerância religiosa ainda incipiente no Nepal.


A manifestação visível desta violência antirreligiosa foi o atentado mortal perpetrado em março de 2009 na igreja católica da Assunção, de Katmandu, por parte do Nepal Defence Army (NDA), um grupo nacionalista que promulga a volta à monarquia e à religião hindu.


O projeto do artigo 160 se apoia na convicção, reiterada pelos hindus, de que os cristãos realizam conversões forçadas – uma afirmação refutada por todas as comunidades cristãs. “É uma teoria sem fundamento e é escandaloso que o governo a apoie”, indignou-se Isu Jang Karki, que lidera a Nepal Christian Society, a mais importante federação de igrejas protestantes do país.


“A lei não é contra os cristãos que realizam grandes serviços ao nosso país – disse à agência AsiaNews o ministro da Justiça, Prabhu Sah –, mas contra a hegemonia crescente do cristianismo.” Informou que os hindus e budistas se lamentam pelas práticas agressivas de conversão de algumas comunidades protestantes. “Estas queixas não se referem aos católicos”, esclareceu.

Agora a ONU se preocupa com os negros da Líbia. Como são humanos...

Quanta humanidade da ONU!

Depois de bombardear a Líbia, de arrasar Trípoli, e outras cidades, agora a ONU está preocupada com a mortandade de negros líbios, pelos "rebeldes", só porue um agrupamento de negros líbios apoiava Kadafi. As bombas eram para "proteção dos civis", mas as cifras começam a sair do forno e dizem respeito a perto de 50.000 mortos, por baixo. Certamente foi tudo feito pelo Kadafi, afinal quem perde leva o ônus, e os que ganham levam o bônus.

Os saques são normais, e a bagunça está estabelecida com apoio da OTAN.

Os poços de petróleo estão mais à mão dos europeus e das multi, que tiveram de ficar com apenas 20% dos seus lucros na era Kadafi. Mas isto é coisa do passado.

A Líbia não tem prisioneiros, e as partes mataram indiscriminadamente gerando uma ferida difícil de fechar. O tempo mostrará se a ferida fechou ou não, mas pela minha percepão agora a guerra muda de forma, e igualmente ao Iraque, vai partir para os atentados a bombas.

Espero estar errado.

Bem a Líbia já era: sai o ditador e entram os antigos representantes do reino derrubado por Kadafi.

O velho Nasserismo está com os seus dias contados, por falta de um aprofundamento social destes regimes, democratização crescente de seus sistemas políticos, e principalmente personalismos de suas lideranças, que, levaram ao descrédito das conquistas sociais.

Desabou uma chuva em Sampa

Desde ontem, 30 de agosto até agora , 9:00h do dia 31, continua chovendo em São Paulo.

Para variar, o trânsito pára, o metrô fica lotadérrimo, os encontros se atrasam.

Por incrível que pareça não tenho notícias de inundações.

É que a chuva foi constante, mas não foi forte.

Paciência, é sempre assim em São Paulo quando chove. Vamos tentar resolver as pendências mais tarde.



A notícia triste fala da morte de um torcedor corintiano por torcedores palmeirenses.

Segundo consta ele foi cercado, e os seus amigos fugiram.

Mais tarde o seu corpo foi encontrado pelos parentes, porque a polícia não fez isto, dentro do rio Tietê.

Seu nome era Douglas Karin Silva e tinha apenas 27 anos, o futuro pela frente.

É a bestialidade humana imperando em nossa cidade.

Nossos sentimentos aos familiares.

Precisamos de uma reversão de valores. 

Existiam valores, depois houve uma inversão de valores.

Agora precisamos de uma reversão de valores.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Porcentagem de estrangeiros donos de terras no Brasil

É fundamental que os brasileiros estejam vigilantes quanto aos interesses estrangeiros que compram terras em nosso território nacional, com o objetivo de cultivar pordutos para enviarem aos seus países de origem. Paralelamente a isto, o povo brasileiro não tem terra, e nos vemos a todo instante com propagandas contrárias aos Sem Terras.
É de assustar a porcentagem do Mato Grosso (20%), do Mato Grosso do Sul (12%), de São Paulo (13,5%), isto sem esquecer que 2,61% da amazônia não é qualquer coisa, não.terras_estranA subcomissão sobre compra de terras por estrangeiros, criada pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, ouve hoje o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Alberto Ercílio Broch; e a coordenadora-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Elisângela Santos Araújo.
Serão discutidos os seguintes temas: marco regulatório atual no Brasil; efeitos econômicos: investimentos, renda, emprego, concorrência com setores nacionais; efeitos potenciais no mercado de terras e na concentração fundiária; impactos prováveis na agricultura familiar e nas comunidades tradicionais; restrições territoriais por imposições de soberania; propostas de limites; impactos na economia mineral; experiências internacionais; e regras de transparência e controle social.

Retirado do sítio da CTB



Mídia demoniza PSD de Kassab, mas poupa a oposição ao Governo

A mídia televisiva mais os seus agentes incrustrados na justiça eleitoral, e em setores do judiciário nacional, está em plena campanha de demonização do novo partido que surge de dentro da oposição ao governo Dilma.

Oriundos dos Demos e do PSDB, o PSD (Partido Social Democrático) tem grande quantidade de políticos que estão revendo a sua posição política,  despregando-se da oposição a qualquer custo, para uma flexibilização que contemple um diálogo com o governo em torno de projetos.

Mas os partidos de oposição ao governo, entraram no Superior Tribunal Federal, com um pedido de impugnação do partido nascente, alegando casos pontuais de erros no preenchimento das filiações nos Estados.

O pano de fundo desta perseguição é a tentativa da mídia de impedir o sangramento da oposição, com a abertura do PSD.

Por isso a ferocidade com estes "ex-colegas" de partidos.

A Globo faz coro com esta campanha e entra no estardalhaço propagandístico, para fazer a opinião pública se posicionar contra o novo partido.

Fazem por extenção campanha antipartidára, e buscam envolver o processo de legalização partidária do PSD com as denúncias de corrupção que a própria mídia esta veiculando seletivamente, para desgastar o Governo Federal.

É curioso perceber que as denúncias de  corrupção são apontadas em todos os municípios e Estados que fazem parte do bloco governamental, caso de Campinas, do Taboão, mas omitem propositalmente os Estados governados pela oposição, principalmente Minas e São Paulo, que por possuirem maioria de bancadas blindam seus governantes contra as falcatruas nas obras públicas, pedágios e contratações.

É preciso ter coragem e declarar formalmente o apoio ao novo partido nascente o PSD, ainda que ele não seja um partido popular, porque notoriamente ele está sofrendo perseguição política.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

A vida e a morte...ou a morte e a Vida?



É chegada a hora.

Estar diante da morte.

Os familiares em volta da cama com aquela paciência e compreensão nunca antes encontrada.

Procuram explicações para eles mesmos, diante do inevitável.

Procuram palavras de conforto e não encontram.

Neste instante a vida política perde importância, os projetos pessoais e profissionais perdem importância, a conta bancária deficitária ou altamente rentável, também perde importância.

Tudo perde importância: a família, os bens, o futuro que daqui a pouco findará.

Resta uma vida diante do nada, se for um ateu ou um agnóstico, que não teve a curiosidade para indagar as questões básicas da humanidade, e não tem explicações para o que vem em breve.

Resta uma vida angustiada pela ausência de explicações neste pouco que lhe resta.

Porque não se aprende de uma hora para outra

Poderiam ter sido feitas as perguntas básicas, proclamadas desde Sócrates, quando leu no Oráculo de Delfos a frase "Conhece-te a ti mesmo", que transformou toda a sua trajetória de vida. 

Porque estou aqui? 

A vida tem uma razão de ser? 

Qual a finalidade da existência?

Se o nada estiver diante de mim, nada do passado teve sentido, pois nada será o fim.

Ter o nada diante traz em si o convite a negligenciar os valores de vida

Quem sabe algum chamado em sua mente distraída, confundido ao seu próprio pensamento mergulhado em racionalismo, não aceite discernimentos provindos da subjetividade do intelecto, a testar sua lógica com o absurdo da transcendência.

Talvez o questionamento possa lançar uma luz que esclareça tantas realidades experimentadas, vitoriosas e sofridas,  e ao mesmo tempo introduza uma forma nova de ver o mundo, nas pessoas, nos animais, plantas, mar, o céu.

Talvez o questionamento reforce o seu nada, a falta de perspectiva, o fim no fim da vida.

Porque afinal a liberdade do homem comporta aceitar até onde ele possa ir, se quiser ir, e até se recusar a ir.

Porque se entende também a surdez, a ausência de percepção interior, circunscrevendo a tudo na inteligência e na razão, e aceitando sentimentos como o amor e a paz, como pertencentes à racionalidade.

Se, entretanto, você aquiescer em seu coração o inusitado, o absurdo, o impossível, e penetrar nas loucuras incompreensíveis para este mundo, onde um Deus inimaginável e ao mesmo tempo presente na simplicidade da vida, venha trazer um convite para um acompanhamento de longo prazo, estranhamente tudo começa a encontrar sentido.

Então a chegada da hora terá um importância muito maior.

Será o limiar de um tempo, o corolário de uma existência preciosa em suas ações dissonantes, contraditória com os desejos dos projetos individuais, egoístas, personalistas.

Um tempo onde os segredos foram desvendados sem provas, e a trilha continua com a mesma incerteza e busca.

Prefiro esta escolha.

A parte que me questiona constantemente, sem lógica e razão.

Por certo deixa mais vulnerável, mas ao mesmo tempo aquieta o coração e abre a compreensão para a vida.

Não busco convencer ninguém. Nem a mim mesmo.

Cada um faça o seu questionamento.

Se for a fundo, por certo muitos conceitos cairão por terra, no chão batido e seco. Não se erguerão mais.

Outros conceitos se sustentarão, se estiverem consoantes com a verdade e a vida.

É um bom teste para ser feito agora, antes que seja tarde demais.




domingo, 28 de agosto de 2011

Achille Lollo: A Otan em busca de um massacre - Portal Vermelho

Achille Lollo: A Otan em busca de um massacre - Portal Vermelho

A guerra da OTAN na Líbia utilizando um CNT (Conselho Nacional de Transição) não tem prisioneiros. A mortandade é geral e o país sai dividido. O chamados REBELDES tornam-se vendilhões, e o petróleo voltará para as mãos das multinacionais. Leia sobre a quantidade de bombas que caíram sobre Trípoli, os estupros e fusilamentos.

É possível o Estado Laico ser entendido de forma diferente por um religioso e um ateu?




O Estado Laico é uma conquista da moderna democracia, e deriva da necessidade da igualdade de oportunidades para todos em todas as áreas.

Visto sob este ponto de vista, o Estado Laico advém da Revolução Francesa e avançou nas democracias ocidentais até os dias de hoje.

Os Estados Modernos e as religiões viram-se livres uns dos outros em sua mútua interdependência, e puderam, cada um ao seu modo, reiniciar a relação sob novo formato, buscando o sentido do bem comum como início de diálogo, elo que os une.

Muitos países do mundo ainda não alcançaram este tipo de Estado Moderno, e permanecem com o que nós chamamos de Estados Teocráticos, isto é vivem situação pré-democrática, onde o direito das minorias sofre a ação dos grupos religiosos dominantes.

É o caso de vários países árabes que implantaram a Sharia, uma espécie de código de ética  do islã, que se torna lei máxima, compondo a Constituição do país.

A Nigéria, por exemplo, que apareceu no noticiário estes dias, devido a explosão de uma sede da ONU no país, sofreu este ataque de um grupo fundamentalista islâmico, que tem por objetivo político a implantação da Sharia em todo o país.

A Sharia é um código de leis islâmicas que impede a liberdade de expressão de outras religiões, pois obriga a todos viverem sob o seu guarda-chuva. Alguns países como a Turquia, entretanto, estão conseguindo fazer, de alguma forma esta transição de Estado Teocrático para Estado Laico. Isto, entretanto, é inda muito pouco.

Já existiram Estados Teocráticos Cristãos, onde o Estado controlava a Igreja Católica, que por sua vez exercia o papel de judiciário, inexistente no Estado, caso das inquisições. Deu no que deu, e sua lembrança é dolorosa até hoje.

Como o cristianismo desenvolveu-se como uma religião de foro íntimo, não baseado em leis de Estado, mas numa transformação pessoal através da fé, foi possível às diversas igrejas cristãs, exercer o seu ministério, de alguma forma independentemente do Estado, quando o Estado Laico emergiu.

As Revoluções socialistas radicalizaram esta relação, e introduziram a laicidade da vida social, demarcando uma ampla separação entre Estado e Religião. Devido às suas relações anteriores com Estados Teocráticos, algumas religiões foram descriminadas após as vitórias do socialismo, gerando uma oposição por décadas.

Atualmente, os países que se mantiveram nas trincheiras socialistas, e reintroduziram a economia de mercado, mantendo o controle político, estão fazendo adaptações em suas relações com as religiões, concedendo abertura mais ampla ao direito de culto, e reestabelecendo relações do Estado com as Igrejas. É um sinal alvissareiro.

A existência do Estado Laico não se opõe a vida religiosa, e vice versa; a vida religiosa não deve se opor ao Estado Laico.

O que o Estado Laico não pode é supor que, por ser laico, ele não deva ter expressão religiosa, mas apenas expressão laica.

Ora o Estado é laico, mas não é irreligioso.

Caso contrário pensaremos que o Estado Laico é um Estado ateu ou agnóstico, o que não corresponde à verdade.

Vamos colocar mais um complicador: o Estado Laico deve respeitar a representatividade das religiões existentes para ser ser verdadeiramente democrático.

A mesmo tempo, deve preservar o direito das religiões de menor porte a expressarem-se livremente, sem discriminação.

Só o Estado Laico será capaz de realizar este direito, uma vez que o Estado Teocrático faz exatamente o oposto.

Os ateus e os vários tipos de agnosticos são uma das minorias que devem ser respeitadas no Estado laico, mas eles não devem considerar que o Estado Laico se confunde com a sua crença atéia ou agonóstica, porque aí haveria uma inversão da pirâmide representativa, cerceando a liberdade de culto, num caminho antidemocrático.

Os religiosos também não podem pensar em alterar o Estado Laico Democrático, no sentido de transformá-lo em outro Estado Fundamentalista.

A existência de bancada evangélica vai neste sentido, pois considera que o país somente será salvo com  Cristo que eles apresentam, necessitando para isto chegar ao controle do Estado.

Grande são os desafios para o Brasil, país cheio de fé e de religiosidades às mais discrepantes, mas essencialmente um país cristão.

O Estado brasileiro tem o dever de apoiar-se nas Igrejas para levar a cabo as transformações que precisa realizar, entre elas a da erradicação da miséria.


Aí está um aspecto que vai de encontro a todos.






sábado, 27 de agosto de 2011

Profeta Raul Seixas critica a sociedade do supérfluo



Dia 21/08/2011 fez 22 anos que perdemos este incrível músico, profeta de um tempo, com críticas profundas à sociedade de seu tempo e que mantém grande atualidade em suas análises da superficialidade do Homem que se perde do principal e se atém ao desnecessário.
A música abaixo não é uma antecipação do Rap?

Ouro de Tolo (1973)
Eu devia estar contente
Porque eu tenho um emprego
Sou um dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeirosPor mês...
Eu devia agradecer ao Senhor
Por ter tido sucesso
Na vida como artista
Eu devia estar feliz
Porque consegui comprar
Um Corcel 73...
Eu devia estar alegre
E satisfeito
Por morar em Ipanema
Depois de ter passado
Fome por dois anos
Aqui na Cidade Maravilhosa...
Ah!Eu devia estar sorrindo
E orgulhoso
Por ter finalmente vencido na vida
Mas eu acho isso uma grande piada
E um tanto quanto perigosa...
Eu devia estar contente
Por ter conseguido
Tudo o que eu quis
Mas confesso abestalhado
Que eu estou decepcionado...
Porque foi tão fácil conseguir
E agora eu me pergunto "e daí?
"Eu tenho uma porção
De coisas grandes prá conquistar
E eu não posso ficar aí parado...
Eu devia estar feliz pelo Senhor
Ter me concedido o domingo
Prá ir com a família
No Jardim Zoológico
Dar pipoca aos macacos...
Ah!Mas que sujeito chato sou eu
Que não acha nada engraçado
Macaco, praia, carro
Jornal, tobogã
Eu acho tudo isso um saco...
É você olhar no espelho
Se sentir
Um grandessíssimo idiota
Saber que é humano
Ridículo, limitado
Que só usa dez por cento
De sua cabeça animal...
E você ainda acredita
Que é um doutor
Padre ou policial
Que está contribuindo
Com sua parte
Para o nosso belo
Quadro social...
Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar...
Porque longe das cercas
Embandeiradas
Que separam quintais
No cume calmo
Do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora
De um disco voador...
Ah!Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar...
Porque longe das cercas
Embandeiradas
Que separam quintais
No cume calmo
Do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora
De um disco voador...

Como é a religiosidade do estado do Rio de Janeiro onde ocorrerá a Jornada Mundial da Juventude católica em 2013

Rio de Janeiro é o segundo estado com mais pessoas sem religião

Um relatório da Fundação Getúlio Vargas (FGV), apresentado no dia 23, mostrou que o Rio de Janeiro é o estado com mais pessoas sem religião e o segundo com o menor número de católicos. Veja outros dados.

Curiosamente, no dia 21, o Papa Bento XVI anunciou em Madrid, que o Rio de Janeiro será a sede da próxima Jornada Mundial da Juventude, encontro que deve reunir milhares de católicos de todo o mundo.

O primeiro estado com mais pessoas sem religião é Roraima, com 19,39%. O Rio de Janeiro vem em segundo com 15,95%. Entre os que se declaram católico o RJ aparece na penúltima colocação, com 49,83%, à frente de Roraima, com 46,78%. O Estado com mais pessoas que se declaram católicos é o Piauí – 87,93%.

Já entre os espiritualistas e os de religião afro-brasileira, o RJ aparece em primeiro lugar, com 3,37% e 1,61%, respectivamente, e o segundo em religiões orientais (0,69%). Além disso, é o quinto nas evangélicas tradicionais (10,66%) e o 15º nas evangélicas pentecostais (14,18%). No primeiro caso, o Espírito Santo ocupa o primeiro lugar (15,09%) e, no segundo caso, o Acre é o primeiro (24,18%).

A pesquisa mostra ainda que a periferia do Grande Rio – quando a capital é excluída – é a que reúne menos católicos de todas as metrópoles brasileiras (40,02%), como também menos religiosa, com 23,68% da população sem qualquer crença.

A pesquisa completa pode ser acessada na página da FGV: http://www.fgv.br/cps/religiao/

Queda do PIB brasileiro para menos de 4% compromete erradicação da pobreza

É preciso exigir a continuidade do crescimento do país nos patamares previstos em campanha eleitoral, que era em torno de 5%, no mínimo, e se possível, mais. Os EUA estão jogando rios de dólares no mercado e inflacionando sua economia. A China tem inflação elevada para baratear seus produtos e aumentar suas exportações. O Brasil que tem uma neurose com inflação devido ao passado volátil de nossa economia pós autoritarismo, tem grande dificuldade de abaixar os juros e permitir a continuidade do crescimento.

Abaixo disto(5%)  o IPEA afirmava que o objetivo de erradicação da pobreza no país ficaria comprometido.

Porque muito da política de erradicação da miséria se baseia no desenvolvimento, no crescimento econômico do país.

As outras políticas são complementares, tipo distribuição de renda, e outras.

Precisamos fazer o governo rever sua política econômica, e exigir mais ousadia, pois uma crise econômica pode significar um crescimento.

Não é necessário o Brasil entrar em crise junto com a Europa e os EUA.

Os pobres já estão em crise há muito tempo. Estes sim, querem sair da crise.

Índia: cristãos com medo em Orissa

 As perseguições continuam na Índia, feita por fundamentalistas indus. Veja matéria do Zenit

NOVA DELHI, sexta-feira, 26 de agosto de 2011  – Três anos depois da morte de mais de cem cristãos por causa da violência de hindus fundamentalistas no estado de Orissa, Índia, os fiéis continuam sofrendo perseguição. As autoridades não permitem reconstruir as igrejas nem construir novas nas “colônias” cristãs nascidas após o massacre.

Nesta quarta-feira, aniversário desses pogroms, os cristãos de Orissa não se atreveram a celebrar grandes reuniões para recordar as vítimas e alçar a voz contra as injustiças que ainda sofrem.

“Tínhamos medo das represálias dos fundamentalistas hindus, que estavam concentrados para celebrar o aniversário da morte do vidente Laxmananda Saraswati”, explicou a presidente do grupo de mulheres da arquidiocese de Cuttack-Bhubaneswar, Shibani Sing, à agência Ucanews.

“É uma pena que não estejamos organizados; não pudemos recordar os nossos mortos nem homenageá-los”, declarou o coordenador da associação de sobreviventes, Bipra Charan Nayak. O advogado católico Paul Pradhan também afirmou: “Nossas vozes são fracas por falta de solidariedade”.

O arcebispo de Cuttack-Bhubaneswar, Dom John Barwa, explicou que as coisas estão voltando à normalidade nas cidades, mas nas áreas remotas continuam os incidentes violentos.

Ataques

No sábado passado, 21 de agosto, foi atacada a igreja católica de Santa Maria, em Pune, na Índia ocidental. Os vândalos queimaram parcialmente o tabernáculo, picharam imagens religiosas e jogaram pelo chão bíblias e outros livros religiosos.

No estado indiano de Karnataka, pelo segundo domingo consecutivo, a celebração religiosa foi interrompida e o pastor foi agredido e preso pela falsa acusação de forçar conversões.

Vinte ativistas radicais hindus atacaram o pastor Sangappa Hosamani Shadrak, de 28 anos, enquanto celebrava na localidade de Rohi em casa de um fiel.


Os extremistas atacaram a comunidade, profanaram o pão e o vinho que estavam sendo usados na celebração e agrediram o pastor, que perdeu um dente e ficou gravemente machucado no rosto. Os agressores ainda o levaram para outra localidade, Latte, e o amarraram a uma árvore.

Mais tarde, os extremistas chamaram a polícia, que prendeu o pastor e alguns fiéis. As tentativas do GCIC de libertá-lo foram em vão. Shadrak foi levado ao presídio de Jamkotai, sob acusações não especificadas.

Proibido construir igrejas

Em Kandhamal, o governo local enviou carta ao pároco da igreja católica de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa em Mondasoro exigindo a paralisação imediata dos trabalhos de reconstrução de uma capela na localidade de Padunbadi, alegando que o terreno é propriedade do estado.

Há dias, o governo impediu a construção de outra igreja católica em Nadagiri, onde muitas famílias cristãs foram realocadas depois de ter suas casas ocupadas por extremistas hindus. Outros grupos radicais continuaram criando problemas, ao bloquear a chegada de material de construção para as casas e igrejas cristãs.

O Global Council of Indian Christians (GCIC) enviou uma carta aberta ao Primeiro Ministro, Shree Naveen Patnakiji, pedindo a revogação dessas ordenanças contrarias à Constituição indiana e à liberdade religiosa, segundo a AsiaNews.

O presidente do GCIC, Sajan K. George, pôs em dúvida a existência de liberdade religiosa em estados como Karnataka, Orissa e Gujarat. “É uma mancha sobre a Índia laica”, declaró.

O GCIC está muito preocupado com a nova campanha do Vishwa Hindu Parishad (VHP), grupo extremista e militante hinduísta que se mostrou contrário a um projeto de lei para combater a violência inter-religiosa.

A entidade considera que a ameaça do extremismo político contra os cristãos é um problema que não afeta só Orissa, mas a Índia toda.

“Muito mais a ser feito”

O arcebispo de Cuttack-Bhubaneswar destacou que “devemos trabalhar pela paz mantendo o nosso direito de estar aqui”, especialmente no distrito de Kandhamal, o mais afetado, onde, há três anos, 300 povoados foram atacados, com saldo de mais de 70 mortos.

Ao menos 25.000 pessoas fugiram da violência quando, em 23 de agosto de 2008, foi assassinado o ativista político Swami Laxmanananda Saraswati.

Entre agosto e setembro daquele ano, mais de 170 igrejas e capelas foram atacadas no Natal de 2007 em Kandhamal, obrigando 3.000 pessoas a abandonar seus lares.

“Nos últimos três anos, houve passos no caminho da reconstrução e do diálogo”, explicou o arcebispo à associação internacional Ajuda à Igreja Necessitada, “mas há pessoas que ainda têm medo; houve progressos na paz e na justiça, mas ainda muito mais tem que ser feito”.

“Foi feita justiça depois do que houve em Kandhamal, mas estamos um pouco desanimados”, reconheceu. “Os funcionários de departamentos mais baixos nos criam problemas, mas os de níveis superiores estão fazendo o seu melhor esforço”, disse, embora as “palavras bonitas sobre a necessidade de justiça nem sempre se traduzem em atos”.

A maior parte das pessoas desalojadas entre 2007 e 2008 voltou para Kandhamal, graças à construção de mais de 3.700 casas, que devem chegar a 4.000 no final do ano.

O arcebispo agradeceu a Ajuda à Igreja Necessitada. “A maior parte das paróquias de Kandhamal foi reconstruída, mas faltam muitas igrejinhas e capelas do interior”.

A entidade também proporcionou 30.000 euros para a assistência psicológica às vítimas das atrocidades cujo triste aniversário foi ontem.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Funcionária das Casas Bahia sofre assédio sexual, recorre à justiça e ganha

O Tribunal Superior do Trabalho acaba de condenar a empresa Casas Bahia Comercial Ltda a indenizar uma ex-funcionária vítima de assédio sexual ocorrido numa das filiais no Espírito Santo.

Agora as mulheres estão avançando em suas conquistas. Proteger um gerente garanhão custou caro para a empresa, que deverá pagar ujma indenização de R$ 35.000,00 reais. Veja matéria retirada da CTB

De acordo com a denúncia, por cerca de dois meses, a funcionária sofreu assédio sexual de um gerente da filial em que trabalhava e, ao denunciar os fatos foi demitida e manteve o gerente no posto. Somente com o surgimento de novas denúncias contra o gerente a empresa demitiu o funcionário, mas sem justa causa.

Devido ao constrangimento a que foi submetida, a trabalhadora buscou indenização por dano moral. No entendimento da justiça, ficou " caracterizada a lesão à honra e boa fama da empregada, cuja proteção é assegurada constitucionalmente. A responsabilidade do empregador, no caso de assédio de um empregado sobre outro a ele subordinado, decorre de omissão do dever de fiscalizar com eficiência o ambiente de trabalho, prevenindo a ocorrência de fatos ou atos que possam causar danos materiais ou morais àqueles que lhe prestam serviços."

Dos depoimentos registrados nos autos, consta que sendo o gerente detentor de mando inerente ao próprio cargo, utilizava-o de forma a subjugar e coagir suas funcionárias à prática de favores sexuais, com recompensas pelas tolerâncias e punições às resistências. Ele importunava costumeiramente suas subordinadas, chamando-as para sair, elogiando-as com adjetivos como “bonitas”, “gostosas”, declarando que não se importava com o fato de serem casadas, e lhes fazia promessas de melhoria dentro da empresa.

O TST confirmou a sentença proferida anteriormente e condenou a empresa ao pagamento de indenização em face dos danos morais sofridos pela trabalhadora. E, observando a gravidade da lesão e o caráter pedagógico que deve ter a condenação, fixou o valor da indenização em R$ 35 mil.

Portal CTB com informações do Tribunal Superior do Trabalho



Entroncamento entre cristianismo e islamismo na Nigéria leva a confrontos crescentes

Vitória de candidato cristão leva grupos islâmicos fundamentalistas a radicalizarem suas ações.

Prédio da ONU é explodido por grupo radical que pretende impor a Sharia ao país.

A Sharia é uma espécie de fascismo religioso que procura impor costumes religiosos a todo o povo através de leis governamentais.
Estes estados em verde são os que aplicam a Sharia na Nigéria. O Norte é mais islâmico e pobre e o sul é mais cristão e rico

O país tem uma longa convivência entre cristãos e islamitas, que parece estar entrando em crise. Havia uma rotatividade de presidentes para apaziguar os ânimos, mas parece que isto está acabando

Com a ONU permitindo bombardeios sobre a Líbia, sob alegação de proteção a civis,  chama a atenção dos diversos grupos terroristas que se acham com os mesmos direitos do uso destes recursos.

Veja matéria recolhida do IG


Confrontos pós-eleições deixam 48 mil refugiados na Nigéria, diz ONG



Violência que começou após votação ganha contornos religiosos por causa de rixa entre muçulmanos e cristãos

BBC Brasil
20/04/2011 16:46


A violência pós-eleitoral na Nigéria já forçou o deslocamento de cerca de 48 mil pessoas no país, informou nesta quarta-feira à BBC a Cruz Vermelha nigeriana.

O presidente Goodluck Jonathan, cristão oriundo do sul do país, foi declarado vencedor no segundo turno eleitoral, disputado no último sábado. Ele derrotou o general muçulmano Muhammadu Buhari, que representava o norte do país, de maioria islâmica.

Ambos os candidatos pediram calma aos manifestantes, mas Buhari declarou à BBC nesta quarta-feira que vai contestar os resultados do pleito por, segundo ele, haver indícios de irregularidades.

Feridos em confrontos pós-eleições esperam por atendimento em hospital de Kaduna, na Nigéria

Observadores internacionais afirmaram que as eleições foram razoavelmente livres e justas. Os distúrbios começaram a eclodir após o anúncio da vitória de Jonathan, com 57% dos votos, e grupos de direitos humanos dizem que mais de 200 pessoas já morreram em confrontos e outras centenas ficaram feridas.

O correspondente da BBC no país, Abdullahi Kaura Abubakar, diz que a violência tem origem político-eleitoral, mas agora ganha contornos religiosos por conta das rixas entre o norte majoritariamente muçulmano e o sul de maioria cristã.

Umar Marigar, representante da Cruz Vermelha nigeriana, diz que a crise política está se convertendo em "étnico-religiosa", elevando os riscos de que ataques perpetrados sejam seguidos de retaliações, em um ciclo de violência. "É disso que temos medo."


Em Kaduna, localizada no centro do país e palco de episódios violência nos dois últimos dias, o correspondente Abubakar relatou que a situação era de relativa calma na tarde desta quarta-feira. No entanto, corpos eram vistos pelas ruas, como resultado de confrontos e de incêndios.

Muitas pessoas estavam nas ruas comprando comida e sacando dinheiro antes que entrasse em vigor um toque de recolher, marcado para as 17h (horário local). A cidade está sendo patrulhada por soldados do Exército.

A maioria dos manifestantes é de homens desempregados, sem estudos e oportunidades, relata Muhammad Jameel Yushau, do serviço em hauçá (idioma local) da BBC. "Em geral, esses homens só são lembrados pelos políticos em época de eleições, quando muitos são pagos para votar. Eles podem fazer com que o atual conflito saia do controle, já que o momento lhes oferece uma oportunidade de saquear e atacar pessoas que eles consideram inimigas."

Divisões

Goodluck Jonathan, cristão da região petrolífera do delta do Níger, foi indicado à Presidência no ano passado, por conta do adoecimento e da morte do então presidente Umaru Yar'Adua, muçulmano do norte. Até então, em geral, a Presidência vinha sendo rotativa entre as duas partes do país, em uma tentativa de manter a paz.

Mas correspondentes explicam que, independentemente dos partidos políticos que estejam no poder, os 12 anos de governo civil no país trouxeram poucas mudanças às vidas dos nigerianos. Um fator complicador é que o norte islâmico é menos desenvolvido que o sul em termos de educação, desenvolvimento e oportunidades econômicas.

Explosão é registrada na sede da ONU na Nigéria


Ataque a bomba no prédio da entidade em Abuja deixa ao menos 18 mortos; grupo radical muçulmano Boko Haram assume atentado


iG São Paulo
26/08/2011 08:05 - Atualizada às 13:55


Um ataque a bomba à sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Abuja, capital da Nigéria, destruiu grande parte do prédio e deixou ao menos 18 mortos, segundo a polícia. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou o atentado "contra quem entrega sua vida para ajudar os demais". O grupo extremista islâmico nigeriano Boko Haram assumiu a autoria do ataque em um telefonema ao escritório da rede BBC na Nigéria.

Boko Haram (figurativamente, "a educação ocidental ou não-islâmica é um pecado"

A explosão aconteceu às 11h do horário local (7h de Brasília). Segundo testemunhas, um carro-bomba explodiu em local próximo ao prédio de quatro andares que abriga os escritórios de 26 agências humanitárias da ONU. O primeiro andar foi gravemente danificado pela explosão.

Não há informações sobre quantas pessoas estavam no edifício no momento da explosão, mas cerca de 400 funcionários trabalham no local. O prédio da ONU está localizado no mesmo distrito onde ficam a Embaixada dos EUA em Abuja, além de outras representações diplomáticas.

Em comunicado, o governo brasileiro condenou o atentado e expressou "profundo pesar e solidariedade ao Secretariado da ONU, aos funcionários da Organização na Nigéria e seus familiares". O Brasil também reiterou "seu repúdio a todas as formas de violência, praticadas sob qualquer pretexto".

A Nigéria, que é rica em petróleo, enfrenta uma crescente ameaça terrorista. O país tem uma população de 150 milhões e está dividido em um sul majoritariamente cristão e um norte muçulmano.

Um funcionário da ONU havia dito à BBC, sob condição de anonimato, que a entidade recebeu informações no mês passado de que poderia ser alvo do grupo islâmico Boko Haram, um grupo radical muçulmano que quer implementar no país a sharia, código de leis do islamismo.

A ONU, então, reforçou a segurança em todas as suas instalações no més após receber as informações.

No ano passado o Boko Haram explodiu carros-bomba na capital durante a comemoração dos 50 anos da independência do país, deixando 12 mortos. Em junho, o Boko Haram detonou um carro-bomba no quartel-general da polícia em Abuja. No início de agosto, o comandante americano de operações militares na África, Carter Ham, disse que o Boko Horam poderia estar se aliando a grupos ligados à Al-Qaeda para coordenar ataques na Nigéria.

Ban afirmou que enviados da ONU à Nigéria terão uma reunião com o presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, para analisar o caso e definir questões sobre a investigação.







Neymar tem filho sem mãe, e acaba de perder muitos gols junto ao povo brasileiro

Foto: Adilson Micalli
Neymar exibe o filho Davi Lucca, que nasceu na última quarta-feira em São Paulo
Parabéns a Neymar pelo nascimento de seu filho Davi Lucca , com Ganso de padrinho e tudo.

Um questão, entretanto, continua a nos intrigar.

Como Neymar pode ter um filho sem a ajuda de uma mãe.

Este é um filho que nasceu só de pai, por causa do dinheiro do pai, da imensidão do dinheiro do pai.

Não fosse assim, e Davi Lucca teria nascido de pai e mãe.

Agora vemos o quanto o dinheiro influi na formação da família.

Provavelmente a mãe do filho de Neymar, não é de uma família que possa bater de frente com a riqueza de Neymar.

Assim, resta à desaparecida mãe, que sequer nome tem, viver como se não existisse.

A imprensa trata a tudo isto de forma bastante "natural", sem questionar o porquê a mãe está escondida.

Alguma situação econômica pode ter acontecido,  para calar os pais da moça, e ela própria também calar-se.

Ingrato e hipócrita mundo, onde os craques podem ter as relações que quiserem, e depois conseguem o silêncio, tudo para não ter de dividir a sua riqueza.

Ora fique com sua riqueza, que o povo brasileiro manterá, apesar de tudo, a sua dignidade, pois ainda que goste do craque, não gosta de como ele está estruturando sua vida desde cedo.

E olhe que o moço se diz "evangélico", e até recusou-se a entrar numa entidade social, só porque era espírita. Será que o espiritismo tem a ver com o diabo?

Mas fazer filho sem constituir família, isto pode, afinal o dinheiro compra tudo.

Onde estão os movimentos feministas?

 Aqui está um notório desrespeito à dignidade humana de uma mãe, por causa do dindin do moço.

Alguns dirão: Ela é quem está dando o golpe do baú! como já ouvi muito.

Para resolver tudo isto, é simples.

Basta Neymar declarar o nome da mãe e respeitá-la durante a sua vida com a dignidade que ela merece.

Sou daqueles pais tradicionais. Lambuzar-se do bem bom pode, mas casar não pode.

Neymar acaba de perder muitos gols.

Veja matéria que retiri do IG. 

Filho de Neymar tem alta e deixa o hospital em São Paulo. (a mãe teve alta?)



Davi Lucca, que nasceu na última quarta-feira, tem como Padrinho o meia Ganso, que joga com Neymar no Santos ( e tem como mãe...)


iG São Paulo
26/08/2011 18:22


Davi Lucca, primeiro filho do atacante Neymar, do Santos, recebeu alta na tarde desta sexta-feira e já deixou o hospital, em São Paulo. O bebê nasceu na última quarta-feira e tem como padrinho o meia Paulo Henrique Ganso, que joga com Neymar no Santos.

Presidente Dilma convida todas as Centrais Sindicais para uma reunião na Segunda-Feira.

 Presidenta Dilma convida centrais sindicais para reunião na 2ª feira


Vou fazer um inferência, uma advinhação.

A Presidente Dilma está acordando para a necessidade de se vincular melhor com a população organizada do país, uma vez que a mídia resolveu partir para o Golpe de Estado, tentando ressuscitar 1964.

Os setores mais retrógrados e reacionários da sociedade, repentinamente tornaram-se o bastião da moralidade pública, e todos sabemos que eles não são, e estragaram o Brasil com séculos de dominação.

Pela primeira vez o povo teve vez no Brasil, e pode se alimentar, ter moradia, trabalho.

Agora os golpistas de plantão estão, de novo, alardeando seu purismo, montando a novela da corrupção, velha conhecida do povo brasileiro, pois foi sob esta batuta que João Goulart foi deposto.

Ou será que alguém tem alguma dúvida sobre os 20 anos de ditadura?

Lá houve tanta ou mais corrupção, com uma grande diferença: durante a ditadura militar não sepodia dizer que existia corrupção, e hoje, a Polícia Federal tem autonomia de pegar quem ela quiser, que esteja roubando o erário público. 

É importante lembrar que o Chefe do Exército está sendo acusado de desvio de verbas destinadas às estradas construídas pela Corporação. Isto jamais ocorreiria na ditadura. Quem dissesse isto seria taxado de comunista.

Sou pela condenação de todos os corruptos que roubam os cofres públicos, sejam eles quem forem. O que não concordo e abomino, é a mídia se utilizar deste expediente para incentivar o fim da democracia.

Veja matéria retirada da CTB

A Presidenta Dilma convidou todas as centrais sindicais, CTB, CGTB, CUT, Força Sindical, NCST, e UGT, para uma reunião nesta segunda-feira, 29/08, no Palácio do Planalto.
A CTB, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, estará representada pelo seu presidente nacional, Wagner Gomes e também por Adílson Araujo, presidente da CTB-Bahia.
A convocação é cercada de muita expectativa pelos dirigentes, pois muitos temas de interesse da classe trabalhadora que estão na pauta das centrais sindicais ainda não foram contemplados pelo governo federal.
Celso Jardim - Portal CTB




Ironia e contradição dos "rebeldes" líbios


Após tomarem Trípoli, os "rebeldes" tiraram fotos diante do monumento erguido por Kadafi em resposta a um antigo bombardeio dos EUA na Líbia.

Como é que os "rebeldes" puderam tirar fotos diante deste monumento? Afinal foram os aviões dos EUA e da Otan que os "ajudaram" a ganhar a Guerra,  com os seus "bombardeios de proteção à população civil".

Agora os "rebeldes" deverão por abaixo este monumento, porque fica mal com os seus padrinhos dos EUA e Europa manter este símbolo que tanto os ajudou (avião bombardeio), sendo esmagado pela mão líbia.

Em meio às suas inúmeras loucuras Kadafi tinha uma lucidez: a de não se dobrar ao Império Evangélico dos EUA e da decadente Europa.

A Praça Princesa Isabel e imediações tem consumo de crack durante o dia

Quem resolver "passear" nas ruas laterais, entre a Praça Princesa Isabel e a antiga rodoviária, vai defrontar-se com um cenário pr'a lá de decadente.

Ali encontram-se pequenos moteis, onde se abrigam imigrantes paraguaios e bolivianos, misturados com um grande número de mendigos, e de drogados que consomem crack à céu aberto, durante o dia.

A Polícia Municipal passa com o carro e pára em frente dos grupos que se drogam, e estes são obrigados a levantarem-se e irem para outro lugar, ou esperar que a Polícia se vá.

A Praça Princesa Isabel cheira fezes humanas, e é impraticável o passeio matinal das famílias, principalmente mães, com suas crianças, para pegarem um banho de sol

Alguns funcionários da Prefeitura aparam o gramado e recolhem os objetos deixados na praça, que são muitos, mas não vencem a sujeira que se acumula diariamente.

Seria necessário uma parceria com a população local e setores representativos da comunidade local, no sentido da preservação do local.

Infelizmente, li nos jornais de hoje que o Governo do Estado, do Geraldo Alkmin, irá fazer leilão, e privatizar as praças que eram chamadas de "públicas". É brincadeira!

Já pensou em Praça Privada?

Bem já temos a chamada "conexão gratúita" de duas linhas do Metrô lá na estação da Consolação. As aberrações vão aparecendo por aí

Um bom exemplo para explicar o caráter uno da Igreja Católica

Ao abordar a convocação, pelo Patriarcarcado Ecumênico de Constantinopla,  de uma Sinaxis, isto é, uma Assembléia das várias Igrejas Ortodoxas, e as consequências que esta convocação deflagrou, em termos de descontentamentos, é possível entender em parte o caráter Uno da Igreja Católica. Veja matéria retirada do Zenit

Bartolomeu I convoca “Sinaxis” de antigas igrejas ortodoxas



Preocupação no Patriarcado de Moscou


ISTAMBUL, quinta-feira, 25 de agosto de 2011 (ZENIT.org) – O Patriarcado Ecumênico de Constantinopla convocou uma Sinaxis (palavra grega que significa “assembleia de cunho religioso”), para a qual convidou as antigas igrejas ortodoxas, isto é, os patriarcas ortodoxos de Jerusalém, Antioquia e Alexandria, além do arcebispo de Chipre.


Nessa reunião, programada em Istambul para os próximos dias 1º e 2 de setembro, está previsto que se tratem de duas questões: a situação dos cristãos no Oriente Médio, por um lado, e a situação atual das relações inter-ortodoxas, frente a um futuro concílio pan-ortodoxo.


O objetivo é desbloquear o “ponto morto” em que se encontra a Comissão Preparatória desse concílio pan-ortodoxo, anunciado há mais de um ano, em junho de 2006, durante a histórica visita do patriarca Bartolomeu I à Rússia.


Segundo informa Orthodoxie.com, a decisão do patriarca de convidar o arcebispo de Chipre se deve a que essa igreja “deve sua autocefalia, assim como os três patriarcados, à decisão de um concílio ecumênico”.


Na carta de convocação da Sinaxis, Bartolomeu I indicou que esta peculiaridade “não pretende certamente excluir as demais igrejas ortodoxas das decisões pan-ortodoxas, mas, ao contrário, quer sustentar a facilitar a unidade”.


Precisamente um dos 10 pontos principais tratados pela Comissão Preparatória são os princípios para a declaração da autonomia das igrejas ortodoxas (proclamação do caráter autocéfalo), o ponto de maior fricção entre elas, especialmente entre a Igreja Ortodoxa Grega e a Russa, esta última majoritária dentro da Ortodoxia e autocéfala desde 1488.


Desacordo de Moscou


A convocação da Sinaxis, de fato, foi recebida com fortes críticas por parte do Patriarcado de Moscou, segundo expressou no último dia 21 de junho o metropolita Hilarion, presidente do Departamento de Relações Exteriores.


Naquela ocasião, o metropolita afirmou “não estar de acordo em que um grupo particular de igrejas se considere como o 'pilar' da ortodoxia mundial, sobre a base de que a autocefalia é mais antiga que a das outras igrejas, pelo que, neste caso, há uma tentativa de dividir a ortodoxia em igrejas de 'primeira' e igrejas de 'segunda'”.


“Se queremos preparar dignamente e levar a cabo o concílio pan-ortodoxo, devemos apoiar os conceitos eclesiológicos que unem todas as igrejas ortodoxas, e não criar novos conceitos que não podem senão levar à divisão e à desordem”, afirmou.


No entanto, nos últimos dias, segundo confirma o Patriarcado Russo, encontraram-se pessoalmente o patriarca de Constantinopla, Bartolomeu I, e o metropolita Hilarion, na ilha turca de Imbros – uma visita interpretada como um sinal de distensão entre ambos.


O encontro durou dois dias (21-22 de agosto), segundo informa hoje o Patriarcado de Moscou. No domingo, o patriarca Bartolomeu, que é original de Imbros, quis mostrar os lugares da sua infância e juventude ao metropolita Hilarion.


Após rezarem juntos as vésperas na igreja da Dormição de São Teodoro, o patriarca se dirigiu publicamente ao metropolita Hilarion, agradecendo pelo trabalho do seu departamento frente às relações entre ambos os patriarcados.


“Isso, naturalmente, não significa que de vez em quando não se condense alguma nuvem e não surja algum problema, mas tentemos superá-los e resolvê-los juntos, para prosseguir com a nossa colaboração harmônica”, concluiu.


(Inma Álvarez)

quinta-feira, 25 de agosto de 2011


França tem duas famosas fórmulas secretas. Uma é a poção mágica do druída


Panoramix que dava força sobre-humana aos irredutíveis gauleses Asterix e Obelix. A outra é a receita do molho que guarnece o famoso entrecôte dos célebres restaurantes conhecidos por todos os parisienses. Um sabor tão marcante e inesquecível, que seus criadores decidiram que este seria o único prato de seus restaurantes. No que estavam cobertos de razão: com um prato tão bom assim no cardápio, quem precisa de outros?

Por mais de 50 anos, o suculento entrecôte fatiado, servido com fritas e recoberto com o molho secreto, tem feito a fama destes restaurantes de um prato só, sempre lotados e com filas na portas, no almoço e no jantar, 7 dias por semana. Uma experiência inesquecível e obrigatória para os amantes da boa comida que agora podemos degustar aqui no L'Entrecôte de Paris

França tem duas famosas fórmulas secretas. Uma é a poção mágica do druída


Panoramix que dava força sobre-humana aos irredutíveis gauleses Asterix e Obelix. A outra é a receita do molho que guarnece o famoso entrecôte dos célebres restaurantes conhecidos por todos os parisienses. Um sabor tão marcante e inesquecível, que seus criadores decidiram que este seria o único prato de seus restaurantes. No que estavam cobertos de razão: com um prato tão bom assim no cardápio, quem precisa de outros?

Por mais de 50 anos, o suculento entrecôte fatiado, servido com fritas e recoberto com o molho secreto, tem feito a fama destes restaurantes de um prato só, sempre lotados e com filas na portas, no almoço e no jantar, 7 dias por semana. Uma experiência inesquecível e obrigatória para os amantes da boa comida que agora podemos degustar aqui no L'Entrecôte de Paris

França tem duas famosas fórmulas secretas. Uma é a poção mágica do druída


Panoramix que dava força sobre-humana aos irredutíveis gauleses Asterix e Obelix. A outra é a receita do molho que guarnece o famoso entrecôte dos célebres restaurantes conhecidos por todos os parisienses. Um sabor tão marcante e inesquecível, que seus criadores decidiram que este seria o único prato de seus restaurantes. No que estavam cobertos de razão: com um prato tão bom assim no cardápio, quem precisa de outros?

Por mais de 50 anos, o suculento entrecôte fatiado, servido com fritas e recoberto com o molho secreto, tem feito a fama destes restaurantes de um prato só, sempre lotados e com filas na portas, no almoço e no jantar, 7 dias por semana. Uma experiência inesquecível e obrigatória para os amantes da boa comida que agora podemos degustar aqui no L'Entrecôte de Paris


l'entrecote de paris próximo a R. Pedroso Alvarenga, 1135 - Itaim Bibi, São Paulo tel 3078-6942

Rogério Ceni bota a boca no trombone e denuncia a CBF

Um time construir um estádio em São Paulo dom verbas do governos federal, estdual e municipal, é uma vergonha para o contribuinte, e envolve todos os torcedores numa cumplicidade com a tramoia.

Parabéns aos malandros de plantão, que pensam que a sociedade é burra e inofensiva.

Virá a hora da prestação de contas, mais difícil se o Brasil ganhar a Copa e muito mais fácil, se perder.

Vamos observar e ver.

O Lula foi quem organizou esta jogada, lógico de uma forma a parecer que ele não tinha nada com isso.

Artigo retirado do IG. Leiam.

Honestidade do São Paulo tirou Morumbi da Copa, diz Rogério Ceni

Goleiro ironizou o fato de construírem um novo estádio na capital paulista para 2014 e disse que seu clube sempre sai prejudicado


Mário André Monteiro, iG São Paulo
25/08/2011 17:14


Honestidade do São Paulo tirou Morumbi da Copa, diz Rogério Ceni. Goleiro ironizou o fato de construírem um novo estádio na capital paulista para 2014 e disse que seu clube sempre sai prejudicado Honestidade do São Paulo tirou Morumbi da Copa, diz Rogério Ceni. Goleiro ironizou o fato de construírem um novo estádio na capital paulista para 2014 e disse que seu clube sempre sai prejudicado
"É o preço que se paga quando você quer ser correto, quando você quer ser honesto num mundo onde as pessoas não pensam dessa maneira". Essas foram as fortes palavras do goleiro Rogério Ceni em entrevista à Agência Radioweb quando questionado sobre a exclusão do estádio do Morumbi da Copa do Mundo de 2014. Segundo o capitão do São Paulo, o clube sempre é prejudicado em assuntos ligados à CBF.

"A gente vive há alguns anos sofrendo algumas coisas. Há um comportamento estranho sempre para com o São Paulo, isso é notório, claro, desde a exclusão do estádio. Se tivesse alguma verba de fora, alguma coisa assim, mas como quem vai gastar é o São Paulo, ai não dá para construir outro estádio, não tem dinheiro que a gente não tenha controle", avaliou o camisa 1 tricolor.

Para Ceni, o Brasil até tem condições de receber o Mundial da Fifa, mas deverá deixar a desejar em relação aos outros eventos que aconteceram recentemente, como em 2006, na Alemanha. "O Brasil hoje não tem condições de receber uma Copa do Mundo. Quer dizer, tem condições de receber uma Copa do Mundo, nos moldes que a gente poderia receber. Só não acho que a gente tem que atender exigências como foi na Alemanha", disse.

"As pessoas vão lá, todos ficam milionários. O Brasil só pensa em levar vantagem. Então se constroem estádios e mais estádios. Ai você vai no aeroporto e não consegue andar. As pessoas não têm escrúpulos: elas governam e lideram por interesses pessoais e não por interesse do povo. A pessoa é eleita pelo povo, mas já pensa o que pode fazer por si própria", criticou Rogério.

Ainda falando de assunto político, o ídolo são-paulino falou da possibilidade de, um dia, virar presidente do clube. Ele não descartou a hipótese, mas avisou que isso não deve ocorrer nos próximos anos. "Tenho idenitifcação grande com o clube, mas a parte política é diferente. Não são sócios ou torcedores que elegem o presidente. É um âmbito político e a gente sabe que não é tudo como a gente sonha ou imagina. Não descarto a possbilidade, mas, momentaneamente, não. Mais para frente, um pouco mais velho, com experiência de vida e em outras áreas", avisou.

Próximo da marca de 1000 jogos pelo São Paulo - ele já tem 996 jogos disputados -, Rogério Ceni se mostrou bastante satisfeito em defender as cores do seu time do caração. "É um complemento de uma grande história, que se iniciou há 21 anos. É uma realização profissional, não só os 1000 jogos em si, mas o tempo de casa, o fato depoder defender as cores do São Paulo. O 1000 se torna um número redondo, é mais chamativo. Fico feliz em poder representar um clube dessa grandeza", contou Ceni.

Com contrato vencendo no final de 2012, Rogério admitiu que pode repensar a aposentadoria ao término do seu vínculo com o São Paulo. Mas depende de alguns aspectos. "Eu penso sempre (em abandonar os campos). Tenho contrato com vigência até dezembro de 2012, e eu pretendo cumprí-lo. Chegando próximo da data, vou fazer uma análise, ver o momento, ver como está o time, como estou pessoalmente, meus desejos e minha condição física", revelou.

Rogério Ceni comentou também as declarações de Rivaldo, que, recentemente, disse que os principais jovens do futebol brasileiro, entre eles Neymar, Lucas e Ganso, devem ir para a Europa o mais rápido possível para ganharem respeito e experiência. Para o goleiro, os santistas podem ir.

"Eu acho que é uma opinião. O Rivaldo tem experiência de vida lá fora, experiência grande, jogou muitos anos. Como eu não tenho, não posso dizer. Quanto ao Neymar e Ganso, se quiserem ir, não fazem diferença porque não jogam no meu time. O Lucas é um jogador importante para gente e se o São Paulo segurar ele por mais tempo, melhor", finalizou.





FGV apresenta estudo de 6 anos de religiosidade no Brasil do Século XXI

Alguns dados interessantes:

1) Queda do número de católicos, de 74% para 68%. É um número expressivo, mas indica diminuição na queda de católicos, em relação ao que se observava nas últimas décadas do Século XX.

2) Queda do crescimento dos evangélicos, sendo que houve até diminuição, principalmente nas classe A e B. ]Atualmente estes se concentram mais nas classes C,D,E. A FGV aventou a possibilidade de diminuição dos evangélicos com a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros. Como os evangélicos têm utilizado a questão econômica em suas pregações, estando este segmento melhorando suas condições, supõe os técnicos da FGV, que eles deixem esta fé. 

3) Aumento do número dos espíritas, principalmente nos estratos A e B.

4) Finalmente, aumento dos Sem Religião, principalmente nas classes A e B.


Considerando que a Igreja Católica não tem um crescimento expressivo no número de seus sacerdotes, esta diminuição na queda dos católicos se dá dentro dos marcos da atual estrutura da Igreja Católica

Considerando que as Igrejas Evangélicas tem um crescimento expressivo no número de seus pastores, esta diminuição do aumento dos evangélicos se dá num quadro de crescimento do números de Igrejas Evangélicas e de pastores.

As pequenas religiões encontraram fôlego, principalmente os espíritas, budistas, e candomblé, no início do século XXI, seguindo na rabeira desta "disputa religiosa maior", como se diz no popular, "comendo pela borda".

Devido a razões diversas, cresceu também o número dos "sem religião" ( o termo não é exato), que é um fenômeno que transcende a adoção de uma crença agnóstica  ou atéia, mas representa em grande parte uma desilusão com experiências religiosas, e um momento de reflexão sobre suas escolhas.

À partir destes números, pode ser feita uma correlação entre a queda do crescimento dos católicos e dos evangélicos, com o crescimento dos sem religião e das demais igrejas não tradicionalmente cristãs.

Pode-se levantar a hipótese de que estes dados representam uma queda da tradição religiosa familiar, e mais profundamente, uma queda da importância da família, na escolha de uma crença. Olhando mais adiante, constata-se perda crescente de valores familiares.

Os sem religião são o segmento que mais desperta o interesse, pois seu crescimento tem sido grande.

Eram 0,5% nos anos 60 e em 2009 são 6,7% da população, um número próximo dos 13 milhões de pessoas.

E o número cresce conforme aumenta a escolaridade chegando-se aos intrigante 17,4% de não religiosos entre mestres e doutores.

Este é um fenômeno também presente nos EUA onde este número está perto dos 15% e ainda distante de uma Europa com mais de 40%.

Deixamos este artigo ainda com muitas interrogações. Iremos reunindo mais dados para esclarecer melhor estes dados da FVG.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Te Recuerdo Amanda - Víctor Jara



Deixo esta música de Vistor Jara em homenagem aos valorosos estudantes chilenos em suas lutas por um ensino público gratúito. Victor Jara é uma grata lembrança deste compositor revolucionário morto pela ditadura de Pinchet

Re-civilização dos negros?

Nivia


Após uma série de protestos nas redes sociais e no Youtube, a empresa alemã de cosméticos Nivea retirou sua nova campanha "Re-civilize yourself" (Recivilize-se, em tradução livre) do ar.

A peça mostrava um negro com o cabelo curto e supostamente "arrumado" jogando fora a cabeça de um negro com um penteado afro.

A campanha, iniciada no Facebook, rapidamente ganhou notoriedade na rede e gerou uma série de protestos.

Na página da Nivea no site de relacionamentos, usuários ainda discutem se a peça foi realmente racista ou se tudo não se trata de um "exagero" dos ativistas negros.

Em nota no Facebook, a empresa se desculpou e admitiu o erro. "Obrigado pelo carinho por nos dar sua opinião sobre o recente anúncio do Nivea For Man 'Re-Civilize Yourself'.

Esse anúncio foi impróprio e ofensivo.

Nunca foi nossa intenção ofender ninguém, e por isso estamos profundamente arrependidos.

Esse anúncio nunca será usado novamente.

Diversidade e igualdade de oportunidades são valores fundamentais de nossa empresa", disse a companhia.

Retirado do portal da CTB






Battisti recebe documentos para morar e trabalhar no Brasil - Portal Vermelho

Battisti recebe documentos para morar e trabalhar no Brasil - Portal Vermelho

Império trasforma rebeldes líbios em contrarrevolucionários

Quem está ganhando está guerra na Líbia, os "rebeldes", ou a OTAN?

Quem garante que a Líbia encontrará a paz, com a derrota de Kadafi? 

 O que assistimos hoje é a destruição de um país, pela sêde de poder dos EUA e Europa, por tomar posse dos poços de petróleo, depois de décadas de badalação de um líder excêntrico e tresloucado.

Kadafi tornou-se inicialmente um libertador, retirando a Líbia de um reinado, e adentrando no século XX, republicano. Com o tempo tornou-se um ditador, como outros que lá estão, oriundos do nasserismo, quando podia tornar a Líbia uma verdadeira representação dos diversos grupos etnicos lá existentes, inovando uma democracia árabe.

Pode-se afirmar, sem sombra de dúvida que a Líbia tornar-se-á um país semelhante ao Iraque, cheo de bombas explodindo diariamente, e com um governo de fachada reconhecido internacionalmente.

A onda jovem provavelmente desembocará em um fundamentalismo islamita, em vez de novas democracias, e a médio e longo prazos, levam-nos a concluir sobre grandes conflitos na região, com Israel.

Recado do Império para o resto do mundo, de que está vivo e intervém aonde e quando quer, independentemente da ONU ou outro organismo internacional.

É o Império Evangélico destruindo o Oriente Médio.

Campinas: cassados e absolvidos



É uma verdadeira piada o que assistimos na política municipal de Campinas.

A imensa maioria dos vereadores de Campinas cassou o mandato do prefeito Hélio de Oliveira, do PDT, sem provas reais, mas baseada em acusações feitas pela Promotoria Pública, e sem decisão judicial. 

Apenas o valoroso vereador Sérgio Benassi, do PC do B, se posicionaou contra a cassação, exatamente por este motivo, ainda que tivese sido favorável à abertura de comissão de investigação da Cãmara.

Atitude democrática, nestes tempos em que a mídia usa e abusa de tentativas de golpes para desgastar o Governo Dilma.

Neste contexto, Campinas é uma situação periférica considerável, pois vindo as eleições municipais, a oposição quer colocar a mão na cidade, e aí estabelecer um controle maior sobre a região, preparando-se para as eleições presidenciais.

Esta análise é real, e não um sonho. Geraldo Alkmin e a mídia paulistana já esburacaram vários municípios administrados por partidos da base de apoio ao Governo Federal

O Prefeito Hélio, com grande aceitação na cidade pelas obras realizadas, conforme pesquisas, acaba de ser substituído pelo vice Demétrio Vilagra, do PT, que desde o início das investigações, fazia parte do mesmo imbrólio.

Como o vice acaba de fazer um acordo com o PMDB pra garantir sua governabilidade, assistimos ao fenômeno da cassação de um e a absolvição de outro. Atitude incoerente do PT, forçando a saída de um para pegar o espólio.

O Vereador Sérgio Benassi sai bem desta refrega de cartas marcadas, por sua coerência em respeitar o Poder Judiciário em suas decisões, em vez de qualquer precipitação pré-julgada, e por não fazer parte de golpes que levam a nada.

Quem será julgado pela Opinião Pública por erros é a maioria que tirou um e deixou o outro. Pior, deixa a cidade sem governabilidade, e mais sujeita a ação dos aproveitadores
Quem viver verá.