quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Agora a ONU se preocupa com os negros da Líbia. Como são humanos...

Quanta humanidade da ONU!

Depois de bombardear a Líbia, de arrasar Trípoli, e outras cidades, agora a ONU está preocupada com a mortandade de negros líbios, pelos "rebeldes", só porue um agrupamento de negros líbios apoiava Kadafi. As bombas eram para "proteção dos civis", mas as cifras começam a sair do forno e dizem respeito a perto de 50.000 mortos, por baixo. Certamente foi tudo feito pelo Kadafi, afinal quem perde leva o ônus, e os que ganham levam o bônus.

Os saques são normais, e a bagunça está estabelecida com apoio da OTAN.

Os poços de petróleo estão mais à mão dos europeus e das multi, que tiveram de ficar com apenas 20% dos seus lucros na era Kadafi. Mas isto é coisa do passado.

A Líbia não tem prisioneiros, e as partes mataram indiscriminadamente gerando uma ferida difícil de fechar. O tempo mostrará se a ferida fechou ou não, mas pela minha percepão agora a guerra muda de forma, e igualmente ao Iraque, vai partir para os atentados a bombas.

Espero estar errado.

Bem a Líbia já era: sai o ditador e entram os antigos representantes do reino derrubado por Kadafi.

O velho Nasserismo está com os seus dias contados, por falta de um aprofundamento social destes regimes, democratização crescente de seus sistemas políticos, e principalmente personalismos de suas lideranças, que, levaram ao descrédito das conquistas sociais.