segunda-feira, 18 de abril de 2016

O lado bom da traição

Algumas lições que podemos tirar da votação pró impeachment de Dilma ontem, na Câmara Federal:
1) TRAIR não será mais uma palavra ruim, e poderá ser incluída na grade curricular das escolas de nível médio e universidades. Assim a sociedade toda terá um presidente traidor que difundindo amplamente esta nova virtude. Todos poderão trair porque será legal e legitimo. 
2) Ladrão não é necessariamente um mal, e roubar poderá ser utilizado, desde que se urtilize técnicas de ocultação bem elaboradas.
3) Se o futuro presidente trai, os parlamentares já devem começar traindo à partir do voto.Assim teremos um congresso traidor, tudo muito legal e legítimo.
4) O PMDB terá a liberdade de rasgar sua História e aderir à traição como característica principal, sem que seja maculado o seu nome.