sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Mundo continua em guerra, sem novidade

A novidade seria a PAZ!

Paz de fato, completa, para todos, principalmente para as crianças.

Paz para se poder viver.

Paz para alimentar o estômago e a mente com bons pensamentos.

Paz para se aprender as diferenças sem grandes desavenças.

Paz de amor, sem as angústias das paixões escondidas, nem as fragilidades dos sentimentos formais.

Quero a experiência de um mundo de paz antes de celebrar a paz eterna.

Porque paz depois é fácil. Quero vê-la aqui, neste quintal ocupado por toda sorte de interesses.

Guerra apenas contra as guerras, de forma pacífica!

PAZ! PAZ! PAZ!

Anseio a paz, durmo a paz, rezo a paz.

Dá-me a Tua Paz Senhor!

Não como o mundo a dá.