domingo, 16 de fevereiro de 2014

Retiro forçado



Eco íntimo
não ressoa...
mais um sol,
entorpece
pensamentos
cozidos
um a um
no debruçar
das nuvens
sem perguntas.

Elevo os olhos
aos Céus
e rogo
por misericórdia
diante de
tamanha
fraqueza.

A cadeira de balanço
traça uma curva
imóvel,
semi-desperto,
ânsia do que se esvai
e não volta
mais.

Sequer o calar
atrai
o escutar
dentro
do silêncio.

Que desejas de mim,
Senhor,
assim tão pobre,
tão frágil?

JP