terça-feira, 9 de agosto de 2016

MEU SILÊNCIO


Gostaria de saber
onde colocar
tudo o que tenho
em meu coração?

Guardado, anseia sair,
mas não encontra
porto para atracar.

Observa tudo,
envolve-se
silenciosamente
com tudo,
alegra-se
entristece,
atento
busca palavras
aonde não existem
palavras.

Quer sair
ser livre,
mas o empurram
de volta
ao peito.

Humildece
como resposta
de sua altivez
natural
imprópria.

Tece caminhos
pacíficos
e explode
depois de muito
suportar.

Um coração
que ainda bate
como bate
ainda sonha
e quanto!!!

09/08/2016