terça-feira, 27 de setembro de 2016

MEDITAÇÃO MATINAL


Guardo enquanto falo?
ou profiro palavras
impensadas?

Percorro a segurança do destino?
ou perco-me nas veredas
insondávies?

Pratico a verdade e a justiça?
ou falseio o que defendo?

Amo ternamente a vida?
ou submeto-me frágil,
às dificuldades?

Tenho alegria constante?
ou aderno sentimentos
incontroláveis?

Persigo a coerência?
ou satisfaço-me na 
ambiguidade?

Participo da sociedade
em que vivo?
ou derramo-me
em exclusivismo?

27/09/2013