segunda-feira, 11 de março de 2013

Direita incentiva divisão da esquerda para as próximas eleições

E o Partido Socialista se presta a esta estratégia, porque visualiza a oportunidade histórica de abocanhar a presidência, retirando-a do PT. Basta que o PSB se alie ao PSDB, e pronto está feita a divisão. Tudo, com um sabor à esquerda. Olhando para as atuações do "socialistas" no mundo, percebemos que eles conseguem galvanizar uma "posição progressista" para se eleger, e depois fazem a política nitidamente de direita. Caso da França, é típico. Hoje um "socialista"  invade a Namíbia contra o terror. Ao final os socialistas é que se tornarão terroristas. Terror contra terror. No Brasil, os "socialistas" se alimentaram do PT para darem um chega para lá agora em 2014. A grande imprensa joga lenha no fogo, divertindo-se desta alternativa.