sábado, 15 de março de 2014

15 DE MARÇO DE 2014 - 13H02 Unasul critica ação imperialista dos EUA na Venezuela Nesta sábado (15), o secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), Ali Rodriguez Araque afirmou, durante coletiva à imprensa em Bueno Aires, que EUA empreende uma política imperialista que busca desestabilizar a Venezuela. Foto: TeleSur Rodriguez reafimou a "defesa incondicional da soberania da Venezuela. Sem soberania não há democracia ". Ele denunciou que uma das estratégias aplicadas pelo país do Norte é o isolamento internacional da Venezuela. "Observamos a execução de uma campanha de propaganda negativa raramente vista no mundo, exceto as duas guerras mundiais. Você coloca qualquer canal de qualquer país fora da Venezuela , ou ler qualquer jornal e unanimidade surpreendente com que refletem e distorcem a situação", afirmou. Ele ainda destacou que que qualquer um que vê a informação refletida dessa forma "acha que realmente o país está em chamas e há uma guerra , por causa do que é acompanhar esta política de privacidade com uma política de desestabilização". Venezuelanos ocupam Caracas Neste sábado (15), o povo venezuelano ocupa as ruas de Caracas, capital do país, em apoio à Força Nacional e para protestar contra as ações violentas perpetradas pela direita golpista. De acordo com informações da TeleSur, as investidas dos golpistas resultaram na morte de três soldados militares. Até agora, a violência já causou a morte de 28 pessoas e feriu outras 365 em diferentes partes do país , segundo o último relatório do Ministério do Interior, Justiça e Paz. Leia mais: Procuradora-Geral acusa EUA de financiar protestos na Venezuela "Combate à crise política na Venezuela passa pelas comunas" Chanceler do Equador critica declarações de Kerry sobre Venezuela A ministra das Comunicações, Delcy Rodriguez , postou em sua conta no Twitter que a concentração para a mobilização será na Plaza e se encaminhará para o Pátio Símbolos Academia Militar. Desde fevereiro de 12, as ações violentas da direita venezuelana foram mortos três soldados militares. Além de 109 policiais e militares foram feridos , 21 deles por tiros . Nas redes sociais os usuários também mostraram seu apoio para as Forças Armadas com as tags #VenezuelaPuebloDePaz SomosFANB​​. Nesta sexta-feira (14), em coletiva à imprensa nacional e internacional, no Palácio de Miraflores, o presidente Nicolas Maduro declarou há uma campanha de desinformação e mentiras sobre Venezuela no mundo. Da Redação em São Paulo Com informações da TeleSur e Prensa Latina


15 DE MARÇO DE 2014 - 13H02 

Nesta sábado (15), o secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), Ali Rodriguez Araque afirmou, durante coletiva à imprensa em Bueno Aires, que EUA empreende uma política imperialista que busca desestabilizar a Venezuela. 


Foto: TeleSur
 

Rodriguez reafimou a "defesa incondicional da soberania da Venezuela. Sem soberania não há democracia ". Ele denunciou que uma das estratégias aplicadas pelo país do Norte é o isolamento internacional da Venezuela.

"Observamos a execução de uma campanha de propaganda negativa raramente vista no mundo, exceto as duas guerras mundiais. Você coloca qualquer canal de qualquer país fora da Venezuela , ou ler qualquer jornal e unanimidade surpreendente com que refletem e distorcem a situação", afirmou.

Ele ainda destacou que que qualquer um que vê a informação refletida dessa forma "acha que realmente o país está em chamas e há uma guerra , por causa do que é acompanhar esta política de privacidade com uma política de desestabilização".

Venezuelanos ocupam Caracas

Neste sábado (15), o povo venezuelano ocupa as ruas de Caracas, capital do país, em apoio à Força Nacional e para protestar contra as ações violentas perpetradas pela direita golpista. De acordo com informações da TeleSur, as investidas dos golpistas resultaram na morte de três soldados militares. 

Até agora, a violência já causou a morte de 28 pessoas e feriu outras 365 em diferentes partes do país , segundo o último relatório do Ministério do Interior, Justiça e Paz.


A ministra das Comunicações, Delcy Rodriguez , postou em sua conta no Twitter que a concentração para a mobilização será na Plaza e se encaminhará para o Pátio Símbolos Academia Militar. Desde fevereiro de 12, as ações violentas da direita venezuelana foram mortos três soldados militares. Além de 109 policiais e militares foram feridos , 21 deles por tiros .

Nas redes sociais os usuários também mostraram seu apoio para as Forças Armadas com as tags #VenezuelaPuebloDePaz SomosFANB​​.  

Nesta sexta-feira (14), em coletiva à imprensa nacional e internacional, no Palácio de Miraflores, o presidente Nicolas Maduro declarou há uma campanha de desinformação e mentiras sobre Venezuela no mundo.

Da Redação em São Paulo
Com informações da TeleSur e Prensa Latina