terça-feira, 4 de março de 2014

EUA "emprestam" US$ 1 bilhão ao governo interino da Ucrânia

4 DE MARÇO DE 2014 - 12H57 

Segundo informações de agências de notícias internacionais, nesta terça-feira (4), os Estados Unidos ofereceram US$ 1 bilhão à Ucrânia como "um empréstimo internacional". Funcionários de alto escalão do governo norte-americano teriam revelado a quantia à jornalistas da AFP, após a chegada a Kiev do secretário americano de Estado, John Kerry. Ele deve se reunir com membros do governo interino de Kiev, em um contexto de apoio da Rússia à península ucraniana da Crimeia.


O secretário de Estado americano chegou em Kiev em demonstração de apoio ao governo interino, que chegou ao poder após a deposição do presidente Viktor Yanukovich, refugiado em território russo. Segundo as agências locais, Kerry foi recebido no aeroporto pela secretária de Estado adjunta dos EUA para Assuntos Europeus, Victoria Nuland, o ministro interino das Relações Exteriores da Ucrânia, Andrei Deschitsa, e pelo embaixador dos EUA na Ucrânia, Geoffrey Pyatt.

John Kerry chegou ao país sob o pretexto de apresentar um pacote econômico que permita aos EUA promover uma suposta mediação internacional no país. Interesse este que se aprofundou após o pedido de ajuda do governo da Crimeia ao governo russo. 

Ontem, os EUA suspenderam as negociações com a Rússia para estreitar seus laços comerciais e de investimento antecipando uma possível intervenção militar deste país na península ucraniana, onde possui uma base naval às margens do Mar Negro. Além disso, o Pentágono anunciou a suspensão de toda cooperação militar com a Rússia por sua intervenção na Crimeia, o que inclui encontros bilaterais, manobras militares conjuntas, conferências e visitas a porto.

Da redação do Vermelho,
Com informações de agências de notícias