sexta-feira, 8 de junho de 2012

Homossexual fobia também tem cura

Daqui a pouco o homem que não der o seu bumbum será um homofóbico, tal é o andamento da inversão de valores.

Hoje haverá a parada gay em São Paulo com o lema HOMOFOBIA TEM CURA.

Os gays com isto abrem margem para que possamos analisar o homossexualismo, o que é bom, pois não estamos neste mundo para nos omitirmos, mas para nos posicionarmos diante das realidades que se apresentam diante de nós.

Os homossexuais têm o direito de se defender e participar da vida política do país, sendo mesmo uma conquista da democracia a garantia destes direitos.

Isto não significa que estejam com a verdade, nem que tenham o direito de impor seus costumes aos heterossexuais.

Muito ao contrário, a democracia deve fazer avançar este debate da convivência entre pessoas diferentes, garantindo o direito de ambas.

Mas vamos à análise: o homossexualismo é um anacronismo nas funções básicas do ser humano.

O órgão que expele as fezes do corpo não assume as funções de órgão reprodutor nem que queira. Neste sentido a homossexualidade fere o direito natural. Como tudo, na natureza também se encontram estas disfunções e em porcentagem muito menores, não se caracterizando, nem de longe, um hábito predominante.

Uma relação sexual que se utiliza deste expediente faz uma violência à natureza humana, sendo esta prática causadora de diversas enfermidades em ambas as partes, agente e paciente da ação.

Há uma fantasia entre os homossexuais em querer a todo custo tornar o seu homossexualismo algo que venha desde o nascimento, como se a tendência homossexual tenha existido desde cedo na vida.

Uma análise da família, das relações dos pais entre si e dos filhos, da forma como se dá a educação destas pessoas é suficiente para se  identificar causas psíquicas e físicas que geraram esta violência contra si mesmos.

Por mais que tentem destruir a estrutura familiar não conseguem, porque ela sim, é origem e estrutura de funcionamento de toda a sociedade, e é nela que os homens se apoiam e convivem.

Os homossexuais estão também convidados a sair de seu gueto e virem para a convivência familiar.

Porque a autodiscriminação que os homossexuais se impõem é maior do que a sociedade hoje faz, não se justificando responsabilizar a sociedade pelo todo discriminatório.

Porque o homossexual se desajusta por vontade própria. Em suas justificativas vai até formular a crítica à sociedade familiar a qual ela não consegue contrapor-se , pois veio dela, e ao defender o contrário, fecha definitivamente as portas de sua própria redenção.

Mas o homossexual, por seu lado, pode retornar à vida social, se quiser.

O homossexual pode autodominar-se, educar-se interiormenete, e recebendo apoio de amigos desinteressados, se possível com orações,  atingir a libertação deste estado de ser (Catecismo da Igreja Católica).

Basta controlar ou abandonar esta forma de vida e de relações sexuais.

Tudo é possível ao ser humano.

É mais uma mazela dizer-se que o homossexual não pode reverter a sua tendência e voltar a ser heterossexual.

Sim o homossexualismo tem cura.