sábado, 19 de maio de 2012

Alckmin envergonha São Paulo com propaganda do Metrô no dia do acidente

Deixei de lado esta análise, por considerar chulo o assunto, mas em vista de tanta reparação dos assessores do Governador de São Paulo, sou obrigado a voltar ao tema.
É uma vergonha muito maior que a do Boris Casoi, que provavelmente nem deve ter comentado o fato, porque é um adulador da direita.
Assistir o Governador do Estado de São Paulo fazer propaganda política do Metrô em pleno momento em que ambulâncias estavam atendendo aos passageiros feridos na linha vermelha, é de uma insensibilidade atroz.
Já não é política que ele faz mas patologia política. O governador é o maior acidentado de tudo isto. Está com perseguidite aguda, combinada com vírus fasciuínus, que resultou numa crise de forte destemperus féticus. Agora instalou-se uma disputa particular entre Walk man e um jornalista da Folha, que estava apenas fazendo sua reportagem.
São Paulo envergonha-se de ter um governador tão deslocado da realidade, que não sabe sequer desculpar-se com a população.
Vai dormir com esta.