quinta-feira, 24 de maio de 2012

Crime racista mata pós-graduanda angolana em São Paulo

Perseguição racista contra um grupo de angolanos em São Paulo resultou no assassinato de uma estudante de nível superior com um tiro. Como paulista sinto nojo de que um crime deste tipo tenha acontecido em nossa cidade, que tem o acolhimento como característica principal.
O Governo de São Paulo tem a obrigação moral e democrática de prender este fascista covarde que assassinou uma inocente angolana que acabara de terminar a pós graduação e estava de passagem comprada de volta para Angola.
Peço desculpas ao povo angolano por tragédia tão torpe e imunda, que envergonha a todos os brasileiros, tão irmanados com o povo angolano.
Seu nome era Zumira de souza Borges Cardoso