quarta-feira, 23 de maio de 2012

Os olhos do jovem brasileiro

Grande mundo, indefinido mundo.

Tantas oportunidades e tanto por se fazer.

Com alegria exportam esperanças, desdenham desafios, caminham naturalmente rumo ao desconhecido.
 
Trazem os olhos voltados para frente e para o alto.

Têm a limpidez de quem desconhece o perigo, desdenha a surpresa.

Estampam confiança.

Nem sabem do dolar em alta, da crise na Europa, do mercado de trabalho, mas sabem de música, de alegria, de estudo.

Querem mostrar sua capacidade sem tirar espaço do outro, sempre acrescentando.

O jovem brasileiro está espremido  entre um mercado de trabalho restrito e uma falta de preparo.

Pobre jovem brasileiro, correndo com o bolso vazio, à busca de um lugar que exige especialização.