sábado, 29 de janeiro de 2011

Ditador Egípcio se nega a sair

As notícias dão conta de perto de 90 mortos e aproximadamente 1000 feridos.

O ditador Egípcio Hosni Mubarak, há 3 décadas no poder se recusa a sair.

Faz uma arranjo de substituição geral, menos a dele, exatamente a que todos egípcios desejam que saia.

A polícia saiu das ruas e entrou o exército, que à primeira vista está aceitando o movimento.

O movimento não perdeu intensidade, e este é o único fator que garantirá a queda do ditador Mubarak.

Os EUA ficam numa saia justa, porque apoiam o ditador há décadas, e agora vão passar como apoiadores de ditadores.

A juventude egípcia está na frente deste movimento, justamente eles que não tem apoio, nem emprego, nem sequer oportunidades temporárias.

O ditador parece incrustrado no poder, mas a onda insurreicional é muito forte, e a continuar assim, certamente o egípcio terá logo um governo provisório.

É ver para crer.