quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Imigrantes tem segundo grande acidente em uma semana

A superlotação de veículos e a esquisofrenia do trânsito tornaram as estradas, ruas e avenidas pequenas e perigosas.

Motoristas, de caminhão que usam remédios para não dormir, ou dirigindo carros alcoolizados, e apressados, que são a maioria.

É uma bomba a céu aberto.

Solução tecnológica ainda não há, pois deve ser um pequeno veículo voador, mas para o caso da Imigrantes vai começar com o uso dos chamados comboios.

Agora os caminhões e carros de altíssima tecnologia, deverão seguir, vagarosamente, o carro da Policia Rodoviária.

É a tecnologia avançando de um lado, e as relações sociais sendo mais incapazes, retroagindo, de outro.

É como dizia o livro de Godelier: A Racionalidade e a irracionalidade na economia.

É o avião, tão rápido, e os aeroportos, tão lentos.

Sugestão: compre um bom tênis, ou sapatênis, dependendo da necessidade de vestimenta para o trabalho, um bike, e vamos em frente, correndo ou pedalando.

Posso estar sendo irracional no pensamento, mas tenho uma leitura deste nosso tempo, como uma época que está apresentando o seu esgotamento, pelo muito que exige em tudo, das pessoas, e não proporciona oportunidades de aproveitamento.

Estamos no limiar de uma época, e prevejo que iremos ter de repensar esta forma de uso de produtos que fazemos, onde se precisa mais e mais, para um outro tipo de vida de mais paz, e de mais preservação da vida, do meio ambiente, e da sobrevivência nestes moldes.

Num certo sentido, é preciso desacelerar do acessório, para potencializar o principal.