quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Linha amarela do Metrô deixa usuários vermelhos


Trens super modernos sem maquinista, plataformas com portas que separam os usuários das portas dos vagões, trânsito interno de um vagão para o outro.

Tinha tudo para dar certo, mas a Linha amarela é uma privada. Sim, é privada, e não pública.

Ela teve desde o início de sua construção casos de desmoronamento, ocasionados, entre outros motivos,  pela pressa de se inaugurar, para divulgar o Governo Estadual nas eleições passadas. Deu no que deu.

Agora, sem o testes necessários, a linha amarela apresenta problemas técnicos por duas vezes na mesma semana, deixando milhares de usuários paulistas atrasados e irritados.

É uma desorganização assombrosa.

Vou profetizar:

- Não demora muito, e os trens da Linha amarela terão maquinistas, querem apostar?

A ViaQuatro, privada, parece querer pôr os usuáruos de quatro, nesta geringonça.

Assim não dá, mas eles acham que dá.