segunda-feira, 14 de março de 2011

O trem Perus-Luz das 19 hs de domingo

É um povo voltando do domingo fora de casa, todos cansados, crianças aos montes, nos colos, dormindo, ou em pé, sonolentas e chorosas.

São mães falando sobre a transformação das mulheres em lésbicas, quando passam pela prisão, ou sobre os maridos que padecem lá dentro.

Grupos de jovens brincando. Nunca param de brincar, distraídos.

Silêncio. Muito silêncio. Silêncio do cansaço da vida, ou da superficialidade da vida, do desencanto da vida, da falta de respostas verdadeiras para a vida.

Povo destronado, caído.

Senti muita tristeza pelo povo, no trem das 19 hs do domingo, de quem vem de Perus para a luz.