sábado, 2 de julho de 2011

Existem mais idosos nos bairros ricos que nos pobres. Sabe o que isto significa?

Simples, os ricos vivem mais do que os pobres. O jornal "A Folha", entretanto fez uma matéria sobre isso, mas colocou na manchete outro tema, qual seja, "Em São Paulo o número de idosos supera o de crianças em 28 distritos".

A síntese, no entanto, é a seguinte, segundo o IBGE, na capital de São Paulo, nascem menos crianças ricas nos bairros que não aceitam os "diferenciados", do que nos bairros populares.

E existem mais idosos nos bairros "nobres" do que nos bairros mais periféricos, para onde o povão vai sendo arrastado.

Pinheiros e Lapa, mais tradicionais, são os que lideram em idosos.
Parelheiros e Cidade Tiradentes são exemplo: têm alta taxa de nascimento e baixa taxa de idosos.

No Rio e em Belo Horizonte ocorre o mesmo fenômeno.


É o novo Brasil que vai se auto regulando, e que nos deixa a refletir sobre as grandes diferenças sociais a serem resolvidas.