quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Belo existencialismo de Simone de Beauvoir...

A folha de 24/02/2011, traz entrevista com Caude Lanzmann escritor que conviveu com Sartre e Simone de Beauvoir por anos.

Ele declarou que foi amante de Simone por anos, e justificou que Sartre não mantinha mais relações com ela. Hum...

Poxa, mas que existencialismo incrível, onde Sartre é citado por ser impotente e Claude Lanzmann, bem mais jovem, tornar-se o salvador de Simone.

e pensar que em minha juventude diziam que Sartre e Simone tinham casas separadas mas mantinham o casamento...e eu pensava, como são "progressistas"...

E pensar que esta dupla existencialista deu falso exemplo para toda a geração dos anos 60...

Fica o relato melódico frustrado, na Folha ilustrada de hoje, 24/02/2011.

Não dá para fugir: casou, casou. Seja responsável e cuide de sua família, de sua esposa, de sua casa. Cuide de si e dos seus, senão, os galhos...

O amor está ligado à convivência, e rege-se através de valores morais, que Sartre, ao rejeitar, acabou sendo traído, sem poder discordar.

Aguentou calado, em sua filosofia.