sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Voltamos à mesma lenga-lenga com o salário mínimo

Deplorável a posição do governo Dilma em relação a um mínimo de R$545,00.

Onde está a política de distribuição de renda?

Bastou ganhar as eleições e virou as costas para os sindicatos do país.

O pior é a CUT andar afirmando por aí que este ano o mínimo deve ser visto de uma forma excepcional, induzindo que se deve entrar em acordo com aproposta do Governo.

O barco está vazando água, e a caminhada é longa.

Dilma deveria lembrar-se que é melhor ela ter uma aliança com os trabalhadores que a elegeram, porque os outros setores chupam a manga, e depois jogam fora o bagaço.

As Centrais Sindicais devem manter suas posições malgrado esta posição vergonhosa de abandono dos pequenos, da parte do governo.

Para aumentar os seus próprios salários em mais de 60% foi fácil, mas aumentar o salário dos pequenos e esquecidos é difícil.

Dilma, sabe que é nestes momentos que nós descobrimos quem é um estadista e quem é um governante comum?

Pois é...