sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Renuncia de Mubarak não deve esvaziar movimento popular

Contrariamente ao que pensei, o movimento social no Egito recrudeceu, e num esforço maior, forçou a renúncia de Mubarak.

Agora novas bandeiras devem ser levantadas, como a de forçar um comitê independente para preparar eleições, lutar por um governo provisório composto pelas forças presentes no movimento, sem excluir as forças armadas, que se mantiveram incólumes durante todo este período, auditar o governo anterior, julgar os crimes cometidos e casos de corrupção e de riqueza ilícita de mubarak, que também deve ser julgado.

Parabéns ao povo egípcio.