domingo, 27 de fevereiro de 2011

Kassab no bloco governamental

Muitas vezes brincamos com a entrada de kassab no Partido Socialista em São Paulo.

Mas, só de lermos o editorial da Folha criticando a saída de Kassab dos "Democratas", e de saber que Geraldo Alckmin não pode sequer ouvir sobre sua ida para o PS, para medirmos o tamanho do buraco que ele deixará na oposição.

É muita gente que o acompanhará.

Gente que não quer mais ficar batendo no governo, mas também participar, o que deixará o PSDB ainda mais isolado. Kassab aventa até a ida de Aécio para o seu novo partido da transitoriedade.

Isto estaria bem dentro do figurino de Aécio que não quer se caracterizar como futuro candidato da oposição, mas candidato "de todos".

Por isso, sem nenhuma vergonha, devemos dar as boas vindas a Kassab, e deixar o buraco de isolamento da oposição aumentar.

Lógico, com o olho bem aberto, porque, como já dissemos, é um Cavalo de Tróia que é colocado do lado de dentro da muralha, e a qualquer momento poderá querer provocar uma implosão.