quinta-feira, 10 de março de 2011

Morrem 13 no Egito em conflito religioso

Õs cristãos coptas são 10 e 20% da população egípcia e estão por lá desde os primórdios do cristianismo, no século I.

É uma Igreja não calcedônica, pois não separam as naturezas humana e divina de Jesus Cristo, como foi proclamado no Concílio de Calcedônia, aceitando apenas uma , a Phisis.

O Concílio da Calcedônia proclamou que Jesus Cristo era uma pessoa com duas naturezas(humana e divina).

Maria ao ser mãe de Jesus, é assim chamada também de mãe de Deus.

São ortodoxos  em sua maioria, mas existem também cristãos coptas católicos e protestantes

Cristão copta quer dizer cristão egípcio.

Ao final do ano um muçulmano fanático explodiu-se dentro de uma Igreja copta matando uma centena de cristãos.

Agora, embora tenham participado do levante que derrubou Mubarack, foram excluídos das negociações políticas do novo governo.

Por isso fizeram uma manifestação pública em defesa de seus direitos.

Ocorre que ao fazerem seu protesto, entraram em conflito com fundamentalistas e  o confronto levou a 13 mortos.

É preciso defender o direito desta minoria secular no Egito, de ter representatividade e direito de culto e de atividades sociais.