quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O goleiro da dignidade e o campo construído com dinheiro do contribuinte

O que é melhor: estar do lado da dignidade, nem que isto lhe renda a exclusão das benesses da CBF e da FIFA, ou fazer parte do time da tramoia, dos arranjos subterrâneos, como se o povo fosse um ignorante e não visse o que acontece.

É preferível comemorar um jogador que manteve sua vida com dignidade, ou fazer parte de um crime social ao concordar com todos os meios para se ter um campo de futebol.

Fica a pergunta no ar.