terça-feira, 20 de setembro de 2011

O Programa "Provocações" da TV Cultura bem poderia chamar-se "Bajulações"

O Programa "Provocações" capitaneado por Antônio Abujamra sempre me atraiu, pela sua impertinência, seu questionamento semi-anárquico, de onde se extraíam informações e novidades de suas entrevistas.

De fato, eu deveria ter trocado o canal na semana passada, quando foi entrevistado um diretor do SESC chamado Danilo e alguma coisa, não importa, para não mudar a imagem positiva que este programa me deixava.

Mas a puxação de saco que Abujamra fez do SESC... Aliás muita gente do meio artístico tem a mesma posição de adulação do SESC, talvez porque a entidade dos comerciantes invista muito em teatro, cinema, cultura em geral.

Talvez, também pelos edifícios mais requintados, que são utilizados por comerciários pobres, o que mostra o "altruísmo" em se "valorizar" o comerciário.

O fato é que o SESC tornou-se um forte instrumento de divulgação da classe artística, e mesmo de realização, pelos inúmeros teatros que possui, salas de cinema, bibliotecas, e muitos locais de exposição, músicas, etc.

Tuo é muito bom, tudo é muito bonito, mas a realidade é que o SESC utiliza verba de impostos recolhidos pelo Estado,  que são devolvidos e transformados em atividades culturais.

Competem assim com os empresários do setor, que lutam diuturnamente par ter o seu teatro, a sua sala de cinema, a sua biblioteca.

O SESC é a defesa ideológica dos comerciantes junto aos comerciários que eles exploram, a justificativa de que são bons, e pensam o bem para os seus "colabordores".

Mas os artistas gostam e não vêem nada disso.

E o Programa "Provocações" acabou tornando-se "Bajulações"

Coitado do Abujamra, domesticou-se.

Vamos esperar um recaída, para que ele se recupera, e volte para sua tradicional impertinência.